Primeiras rodadas do Brasileiro 2024 batem recorde de cartões amarelos e vermelhos

Primeiras rodadas do Brasileiro 2024 batem recorde de cartões amarelos e vermelhos Segunda-feira, 10/06/2024 – 18:27 Com cinco jogos disputados a menos devido a adiamentos, o Brasileirão deste ano já teve mais cartões vermelhos para jogadores do que as sete primeiras rodadas de cada uma das 11 edições anteriores. Em relação a cartões amarelos, só o ano passado teve mais punições para atletas, dez a mais, mas ainda faltam cinco jogos por disputar e, até aqui, a média está em seis cartões amarelos por partida. O Espião Estatístico analisa a quantidade e o motivo dos cartões no nacional desde 2013.

Carrinhos e reclamações sãos os motivos que mais originaram punições a atletas neste início de competições. Foram 62 cartões para carrinhos (55 amarelos e sete vermelhos) e 53 cartões por reclamações (52 amarelos e um vermelho).

Número de cartões vermelhos nas sete primeiras rodadas em Brasileirões desde 2013

Com cinco jogos ainda por disputar, edição deste ano já tem mais vermelhos que nos anos anteriores

Considerando o volume de cartões mostrados, o crescimento mais significativo está na punição a carrinhos, alta de 41% na comparação com o Brasileirão do ano passado, mesmo com cinco jogos ainda por disputar neste ano.

Número de cartões amarelos nas sete primeiras rodadas dos Brasileirões desde 2013

Com cinco jogos ainda por disputar e média de seis amarelos por partida, edição deste ano já tem média maior que edições anteriores e marca deve crescer quando os cinco jogos adiados forem realizados

Motivos para os cartões mostrados para atletas

Houve redução de 24% nas punições a reclamações, com 53 cartões neste ano contra 70 nas sete primeiras rodadas do ano passado. Os cinco jogos ainda por disputar, principalmente devido à tragédia climática no Rio Grande do Sul, correspondem a 7% do total das edições anteriores.

– Medidas preventivas não estão sendo suficientes, é o que os números comprovam. A Comissão de Arbitragem vem, desde 2022, trabalhando com os clubes apresentando os conceitos, critérios e as orientações da arbitragem para as competições coordenadas pela CBF. Apesar de todos os esforços para prevenir determinadas situações, vemos que os números demonstram que as ações punitivas com cartões seguem altas. Por isso os árbitros acabam sendo mais punitivos com cartões amarelos e vermelhos – informou por escrito a Comissão de Arbitragem da CBF.

A Comissão de Arbitragem da CBF ressalta que foi disponibilizado a todos os clubes da Série A, em 2023 e em 2024, a possibilidade de receberem presencialmente instrutores para apresentarem palestra técnica aos jogadores, comissões técnicas e dirigentes com o mesmo material de situações técnicas e disciplinares com conceitos e interpretações, que foi mostrado aos árbitros nas pré-temporadas.

– Além dessas palestras, foi realizada reunião virtual com a participação de todos os capitães e treinadores dos clubes da série A onde foram novamente apresentadas orientações técnicas e disciplinares – informou em nota.

A evolução dos motivos de cartões nas primeiras sete rodadas dos Brasileirões

Motivos dos cartões 2024 2023 2022 2021 2020 Carrinho 62 44 36 50 54 Reclamação 53 70 60 57 30 Agarrou 48 47 35 31 35 Calçou 43 47 47 38 39 Atitude antidesportiva 42 44 51 28 22 Cera 31 30 22 17 9 Braçada 29 30 33 21 28 Pontapé 23 36 42 31 23 Trombada 23 19 14 19 25 Pisão 21 19 23 17 34 Solada 10 6 10 15 7 Empurrou 8 4 5 7 9 Joelhada 7 2 7 5 3 Comemoração de gol 4 8 4 2 2 Cotovelada 4 2 1 1 2 Mão 4 9 5 8 8 Simulação 2 3 1 1 1

Fonte: Blog Espião Estatístico – ge

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *